quarta-feira, 30 de novembro de 2011

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Você não sabe quem eu sou.
Eu sei quem você é
mais do que eu acho que queria saber.
Me faz um favor?
Faça-o Feliz.

domingo, 27 de novembro de 2011

3º parte de tudo.

Há uma carta que não é para o presente. Há uma carta que espero não ser para o futuro também. Parece que está destinada ao passado. Não sei. Tenho medo de saber. As palavras estão borradas. Há lágrimas nesse papel. As palavras estão manchadas também. Há sangue naquele papel. 

2º Parte de tudo...

   Sim, eu chorei. Não por você. Por mim. Agradeço muito pelo dia, principalmente as meninas que passaram o tempo todo comigo. Obrigado Rafaela por entrar na minha várias vezes. Obrigado Suelen por estar ali ao meu lado quando me joguei no chão. Estava pesado me aguentar. A noite estava linda. Poderia passar muito tempo aqui agradecendo, mesmo. Obrigado pelas verdades;
mentiras;
risos;
lágrimas;
abraços;
e tudo mais.

1º Parte de tudo.

Era para ser assim.
Não havia o porque ser diferente.
Não tinha como ser diferente...

As perguntas não foram respondidas.
E não serão...
N-U-N-C-A

E Novamente,
por que haveria de ser diferente?

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Livros e abraços.

Eles têm muitas histórias.
Não apenas aquelas que o autor escreve,
mas também a nossas próprias histórias.

A situação que te levou a comprá-lo;
As pessoas que estavam lá contigo;
A forma que seus olhos brilharam.
Sempre será diferente
para cada um que te cativar.
 
Os livros têm vida.
Seus cheiros são diferentes.
Suas páginas são suaves.
Aqueles dias, memoráveis.
Poucos entendem.

Allana diz:
Tenho a sensação de abraçar livros.
Eu digo:
Você tem um abraço de poesias;
das palavras mais bonitas;
dos belos momentos;
de Ismália.

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Eu gosto de suco de cajú.

Vestido estampado.

Já pensou em ouvir história na voz de outras pessoas? Mesmo que elas nem façam ideia do que seja?


Querer ouvir palavras que nunca sairão dos milhares de papeis escritos, guardados entre outras milhares de palavras inventadas. 
Pegue as lembranças.
Guarde-as para o próximo carnaval. 
Esconda-se atrás de velhas máscaras.
Pegue uma caixa.
Coloque todas as lágrimas. Todos os sorrisos idiotas.  
Pegue o seu vestido estampado que deixaste em algum lugar por ali.
Tenha consigo apenas o que te mantêm vivo. mesmo isso sendo algo que pode te matar.



Se tudo isso é bom ou ruim não faço a menor ideia. Ouvi na voz de alguém que passou aqui.

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Exato Momento.


O amor precisa da sorte
De um trato certo com o tempo
Pra que o momento do encontro seja pra dois o exato momento
O amor precisa de sol
E do barulho da chuva
De beijos desesperados
De sonhos trocados da ausência de culpa

Talvez o amor só seja assim pra mim
E pra você não seja nada disso
Mas eu prometo tentar aprender a te amar do jeito que for preciso (3x)
Do jeito que for preciso, do jeito que for preciso, do jeito que for preciso...

Mas se o amor quiser mudar as leis do que é certo
Ele faz que o improvável aconteça
Quando o amor vier não tema, tenha fé
Que ele será seu olhar, esplendor e beleza

Talvez o amor só seja assim pra mim
E pra você não seja nada disso
Mas eu prometo tentar aprender a te amar do jeito que for preciso.(2x)
Do jeito que for preciso, do jeito que for preciso...

domingo, 20 de novembro de 2011

Por favor, um abraço agora...


O que significa fraternidade?

Hey pai, lembra quando eu era pequeno?
Tudo era tão maravilhoso
e você era o meu herói.
O tempo passou e percebi que
nunca tive você aqui.

Às vezes me pergunto onde você estava
Quando o meu primeiro dente caiu,
quando eu consegui pela primeira vez andar de bicicleta,
quando eu entrei pela primeira vez em uma escola…
A resposta para todas elas é sempre a mesma:
“Você nunca esteve aqui”

Eu sempre precisei de um pai ao me lado,
Mas você não cumpre o seu papel.
Sempre tentei ignorar esse fato,
mas chega o momento
em que fica difícil acreditar que tudo é assim.

A culpa não é minha e você sabe disso.
Não foi eu que há 16 anos atrás,
pedi para nascer e ter um pai ausente.
Apenas tente me dar um apoio.
Não é tarde para tentar.
Sou o seu único filho que vai ser alguma coisa na vida.

Não deixe que o tempo nos distancie ainda mais
Agora, fecho os olhos e choro.
Estou dando um dos passos mais importantes da minha vida
e como não é e nem será nenhuma novidade:
“Você não está aqui”

Pai, te peço desculpas,
não sou como você queria e não posso ser perfeito.
Você era um herói para mim,
mas a única coisa que eu queria
Era ter você ao meu lado.
Mas agora não há mais nada a se fazer.
Estou indo em frente...
Sozinho.

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Paradoxo

Muitas palavras não estão aqui. Muitas palavras estão naquele cadernos especial para que ninguém possa ler, nem eu mesmo. Mas é estranho: sinto que preciso que alguém leia para que essas palavras soltem-se um pouco de mim. Por isso não há muito o que se dizer por aqui.

Algumas dedicatórias:

Obrigado por me darem todos esses momentos.
Obrigado Allana, por me fazer rir em dobro
e por fugir comigo em pensamentos filosóficos sobre tudo.
Obrigado por estar ali ao meu lado.

terça-feira, 15 de novembro de 2011

- Acho que preciso chorar.
- Você precisa com muita frequencia?
- Geralmente só quando não aguento a mim mesmo.

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Reflita:

A parte sem o todo,
não é parte,
e o todo sem a parte,
não é todo.
Ou seja:
Se a parte não ser de um todo, ela não é parte de nada, se tornando um todo. O todo sem a parte não é todo por estar faltando uma parte.

sábado, 5 de novembro de 2011

Ana Carolina.

"...e eu fico aqui
Na vida que ficou em minha vida
Tão perto de mim
Tão longe de mim..."

sexta-feira, 4 de novembro de 2011